Mais Lidas

Tocar - Modelo: Pamela- Fotógrafo: Henrique Vieira Filho Na biodinâmica em geral um dos pontos importantes é o toque pelo qual se caracteriza a transmissão de energia. O sentido mais intimamente associado à pele, o tato, é o primeiro a desenvolver-se no embrião humano. São muitas as funções da pele, mas as principais são; base dos receptores sensoriais, localização do mais delicado de todos os sentidos, o tato; fonte, organizadora e processadora de informações; mediadora de sensações e muitas tantas outras de muita importância para o organismo.
Leia mais...

Este artigo lista e explica as várias semelhanças entre o conceito de circulação de energia oriundas das culturas milenares chinesa e indiana, com a controvertida e moderna abordagem psicanalítica reichiana. Há mais semelhanças do que divergências entre estas diferentes linhas de abordagens corporais. 

Seja o Prana da visão indiana, como o Chi, das teorias chinesas, quanto o Orgone de Reich, todos são formas de “energia viva” que permeiam o Universo, o que inclui a nós. Transpassando corpos, tais energias tendem a circular longitudinalmente, criando os “canais” denominados Nadis pela Ayurvédica e Meridianos na Terapia Tradicional Chinesa, enquanto que a bioenergia teorizada por Reich não possui uma mapeamento circulatório estabelecido.

A plenitude humana está relacionada com o livre fluxo de tais “energias”, as quais, diferentemente da visão da física, possuem além de valores quantitativos, igualmente qualitativos, contendo informações físicopsíquicas essenciais para o autoequilíbrio. Tanto fatores físicos, quanto emocionais intervém nesta circulação, sendo detectáveis e passíveis de intervenções terapêuticas graças aos seus reflexos em regiões físicas específicas.
Terapia Tradicional Chinesa analisa e intervém no fluxo energético por meio de “pontos”, espécies de “mini-vórtices” distribuídos pelos meridianos. 

Já a Terapia Tradicional Indiana foca no principais cruzamentos entre os Nadis, cujos pontos de encontros forma vórtices energéticos, denominados Chakras. Já a Terapia Reichiana detecta e intervém via toque na musculatura, tendo mapeado sete “anéis”, COURAÇAS, que “estrangulam” o fluxo longitudinal do Orgone, concluindo em uma formatação bastante similar à teoria dos sete chakras.... 

As pesquisas de Reich também detectaram que, conforme a fase do desenvolvimento humano que foi vitimada por certos traumas emocionais, uma ou mais destas “couraças” apresentam-se problemáticas. 

O trabalho corporal terapêutico, ao restituir o fluxo da circulação “energética”, além de possibilitar o acesso às informações harmonizadoras somáticas, igualmente traz à consciência os dados psíquicos que estavam represados, comumente carregados de forte carga emocional.

Independente da linha adotada, é essencial a TODO profissional que trabalha com o toque, manter-se ciente de que as manobras, ainda que físicas, vão muito além desta e que mais do que pele, músculos, ossos, que estamos TOCANDO a “alma”, as energias, as emoções, as lembranças de nossos Clientes, trazendo-as à consciência.

São inegáveis as qualidades técnicas das manobras corporais tradicionais, tais como o shiatsu, Tui-ná, anma, sparsha, dentre outras, assim como é fundamental a contribuição da psicanálise quanto à compreensão que aspectos inconscientes de nossa personalidade são corporificados. Contudo, ambas as vertentes ainda não convergiram, resultando em "massagistas" (termo totalmente inadequado à legislação brasileira...) que desconhecem o fato de seu trabalho pode resultar em catarses, como também em profissionais da vegetoterapia e bioenergética propondo técnicas de toque, respiratórias e posturais que já estariam eficientemente supridas nas já seculares técnicas corporais, como as já citadas, bem como as oriundas do yôga e tai-chi-chuan.

Cabe ao Brasil eliminar a iniciativa em superar desinformações, preconceitos e vaidades, promovendo a integração entre todas estas linhas complementares de tratamento, formando Terapeutas Corporais que honrem a sabedoria milenar, da mesma forma que abraçam a modernidade psicanalítica, fazendo justiça a que mais esta modalidade terapêutica seja integrante da Terapia Holística, atendendo a Clientela ciente de que físico-psíquico-social-transcendente é uma só unidade indissociável.
Chakra Couraça Reichiana Localização Glândula Sistema somático Psiquismo Período de origem do bloqueio Comportamentos básicos Tendências a Somatizações  
Coronário Sahasrara   Topo da cabeça Pineal Sistema nervoso central Intuição, impulso de evolução e transcendência        
Frontal Ajna Ocular Entre as sobrancelhas Pituitária Sistema nervoso autônomo, pele, olhos, ouvido e nariz Intelecto e conhecimento Gestação, parto e primeiro ano de vida Medo do contato, fantasia, esquiva, pânico, fobias, desorientação, surpresa, embaraço... Problemas no sistema nervoso e muscular.  
Laríngeo Vishuddha Oral Pescoço, garganta Tireóide Sistema respiratório, maxilares, boca, língua, lábios, dentes, esôfago, pescoço, traquéia e glândulas tireóides Comunicação e expressão Amamentação e desmame Medo da rejeição, dependência, tristeza, raiva, comoção, agressividade, ressentimento Problemas ortodônticos, tristeza, problemas de vômitos, inadequação de peso  
  Cervical         Controle dos esfíncteres e ou descoberta dos genitais Medo da punição, de cair ou de perder o controle, submissão, moralismo, controle, arrogância, orgulho Torcicolos, problemas de tireóide.  
Cardíaco Anahata Torácico Peito Timo Sistema circulatório e imunológico, peito, pulmões e coração Centro das emoções Descoberta dos genitais, Medo da castração Medo da castração e do fracasso, Prepotência, Ambivalência entre amor e ódio, Narcisismo Problemas cardíacos, pulmonares e no sistema imunológico  
Solar Manipura Diafragmático Abdômen, ao redor do umbigo Pâncreas Sistema digestivo, diafragma, estômago, fígado, pâncreas e baço Atos da vontade Controle dos esfíncteres Medo da punição, Submissão, Masoquismo, Ansiedade, insegurança Lordose, problemas do estômago, pâncreas e baço  
Sacro Svadhishthana Abdominal Pouco acima dos genitais, abaixo do umbigo Gônadas Sistema reprodutivo, abdômen, intestino delgado, grosso e rins Sexualidade e sensualidade Controle dos esfincteres Medo da punição, agitação, cólera, impulsividade Problemas intestinais e renais  
Básico Muladhara Pélvico Base da coluna Supra-Renal Sistema excretor, pelve, membros inferiores, bexiga, genitais, nádegas e quadril Instintos de sobrevivência Etapa de identificação, formação do caráter Sedução, destrutividade, impotência, moralismo, autoritarismo Disfunções sexuais  
                   
 

 

 
 

Henrique Vieira Filho

Henrique Vieira Filho - Terapeuta Holístico - CRT 21001, é autor de diversos livros da profissão, ministra aulas naCEATH - Comunidade de Estudos Avançados em Terapia Holística.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 3171-1913



Texto original de: http://www.sinte.com.br/revistaterapiaholistica/tradicionais/tecnicas-terapias-tradicionais/ayurvedica/186-chakras-couracas.html#ixzz3XTaV0BPk
Direitos Autorais: SINTE - SINDICATO DOS TERAPEUTAS

Publicidade