ABERTURA PARA PROPOSITURAS DE PALESTRAS -  PRAZO FINAL: 30/05

Dentro do espírito democrático e para que o evento seja do jeito que VOCÊ deseja e merece, todo filiado zelosamente em dia com suas obrigações estatutárias e inscrito no Holística pode enviar suas proposituras de palestras.

A filosofia aplicada em nossos eventos premia a qualidade técnica das palestras em si, independente de o palestrante ser famoso ou não. Desta forma, garante-se aos congressistas, o prazer e o privilégio de serem brindados com ótimo conteúdo informativo, atualizado e correto, além da certeza de que o Holística (setembro - São Paulo - SP) é um evento exclusivamente profissional e confortavelmente reservado aos nossos associados previamente inscritos.
 

Coerentemente com o objetivo de aumentar cada vez mais o bom nível e adequação dos temas, definiu-se uma pré-formatação sobre como as propostas devem ser enviadas, de forma a demonstrar a capacidade do palestrante de articular suas idéias, de saber sintetizar conhecimento e colocá-lo em palavras, de aprofundar um tema de modo agradável e didático, à semelhança dos TCC - Trabalhos de Conclusão de Cursos, com que nossos colegas discentes da Comunidade de Estudos Avançados em Terapia Holística nos brindam a cada turma, coroando suas participações.A metodologia de apresentação baseou-se no padrão ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas; contudo, como a Terapia Holística é ARTE, várias adaptações se fizeram necessárias, elaborando-se a síntese orientativa descrita a seguir.


A observância quanto à adequação do conteúdo às NTSV – Normas Técnicas Setoriais Voluntárias da Terapia Holística será fundamental na avaliação da proposta de palestra, sendo este um fator de eliminação prévia. Uma vez vencidos estes pré-requisitos técnicos, cada proposta aprovada será apresentada em www.sinte.com.br para apreciação e votação de nossos filiados, garantindo assim, que o Holística será exatamente e democraticamente como nossos filiados desejam !

 

SELEÇAO DO TEMA

A escolha compete ao próprio candidato. A temática deve ser-lhe motivante, sendo significativa em sua história pessoal e profissional e, é claro, dentro da abordagem de nossa profissão. Pode ser uma síntese de vários aprendizados que estão separados em técnicas distintas, mas ainda pertencentes à Terapia Holística (por exemplo, Holopuntura e Bioenergética, Holopuntura e Geoterapia, etc.). Outra opção seria dissertar sobre um tema teórico, como "A Visão Junguiana dos Arquétipos Aplicadas à Holopuntura", "A Leitura Corporal Antecipando o Conhecimento das Emoções Reprimidas A Serem Afloradas pela Terapia Floral", etc. Pode ser uma pesquisa empírica, a partir da experiência concreta pessoal, algo como "Avaliação dos resultados da aplicação de Acupuntura em 10 clientes", ou "A Resistência à Terapia, Antes de Depois da Inclusão da Técnica da Terapia Corporal", ou "Discussão de Um Caso de Holopuntura Em Atendimento Semanal Por Um Ano", ou ainda "Relato da Inclusão da Terapia Holística Em Um Spa", etc. Pode ser também o aprofundamento de temas inter-relacionados, por exemplo "Holopuntura na Terapia Corporal", "Fitoterapia e os Efeitos dos Estímulos Cromopunturais", "Terapia Corporal e o Atendimento a Vestibulandos.

FORMATAÇÃO

A Propositura da Palestra deve ser remetida exclusivamente em meio magnético (arquivo de computador, via e-mail contato@sinte.com.br ), salvo em formato universal (ou .doc, ou .rtf, ou .pdf). Considerando que cada página terá, em média, 55 linhas, o desenvolvimento do texto (Introdução + Material e Metodologia + Resultados + Discussão + Conclusões) deve ser articulado de forma a ocupar 16 (dezesseis) páginas, número este idealizado para adequar-se aos futuros projetos de transformar em livros o conteúdo das palestras (claro, mediante concordância prévia de cada palestrante).

Digitação do Documento - Recomenda-se a utilização da fonte arial ou times new roman, tamanho 12 (tipos itálicos são usados para nomes científicos e expressões estrangeiras), em espaço de um e meio (1,5), exceto as referências bibliográficas, que devem ter espaço um (1), ocupando apenas o anverso da página. Configuração de Páginas – Ainda que a entrega da propositura de palestras seja exclusivamente por meio magnético, objetivando padronização visual, formatem as páginas em tamanho A4, contendo margem superior de 2 cm e inferior com 2 cm; margem esquerda de 3 cm e direita com 2 cm, contendo numeração no canto superior direito, para a a qual só não considera a capa. Começa a partir da página de rosto, embora esteticamente, a grafia destes números só apareça a partir do índice, no canto superior direito, sem traços, pontos ou parênteses. A numeração das páginas preliminares (a partir da página de rosto até a última folha antes do texto) é opcional. Caso sejam numeradas, utilizar algarismos romanos representados por letras minúsculas (i, ii, iii, iv, etc.). Em se fazendo tal opção, a página de rosto (página i), não deve ser numerada, iniciando-se a numeração na página seguinte (página ii). Havendo anexos, suas páginas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento a do texto principal.

 

ESTRUTURA DA PROPOSITURA DE PALESTRA

Capa - Deve constar autoria, título do trabalho, local e data, dispostos a critério do autor. A inclusão de outros elementos é opcional.
Página de Rosto - Deve conter o nome completo do palestrante e seu número de CRT e sua titulagem profissional, ou seja, TERAPEUTA HOLÍSTICO(A); o título do trabalho e subtítulo quando houver, separado do título por dois pontos (quando for explicativo) ou ponto e vírgula (quando se tratar de subtítulo complementar); o nome da instituição e departamento (SINTE – CRT – Holística).
Epígrafe (opcional) - Esta página é opcional, tendo uma citação de um pensamento que, de certa forma, embasou ou inspirou o trabalho. Pode ocorrer, também, no início de cada capítulo ou partes principais.
Dedicatória (opcional) - Página opcional, tendo um texto, geralmente curto, no qual o autor presta alguma homenagem ou dedica o seu trabalho a alguém.
Agradecimentos (opcional) - Página opcional, podendo ser incluídas aqui referências a Instituições ou pessoas que subvencionaram o trabalho.
Sumário - Consiste na enumeração dos capítulos do trabalho, na ordem em que aparecem no texto, com a página inicial de cada capítulo. Os capítulos devem ser numerados em algarismos arábicos, a partir da Introdução até as Referências Bibliográficas. Havendo subdivisão nos capítulos, deve ser adotada a numeração progressiva, sempre em número arábico. Resumo - num máximo de 10 linhas, descrever do que se trata, como foi desenvolvida a palestra e conclusões mais importantes.
Introdução - apresentação do tema, acompanhada de uma descrição breve da importância do mesmo para si e para a coletividade, e um apanhado do que será o conteúdo da palestra.
Material e Metodologia - É a descrição precisa dos métodos, materiais e equipamentos utilizados, de modo a permitir a repetição dos ensaios por outros pesquisadores. Por exemplo, no caso de uma intervenção com Terapia Floral de Bach em uma escola, descrever as características e nome da entidade, como se obteve acesso a ela, pessoas que colaboraram, que tipo de intervenção foi realizada, quantos alunos foram atendidos etc.. No caso de uma compilação teórica, relato das fontes consultadas, pontos de confluência e divergência entre as mesmas, lacunas existentes. Resultados – apresentação, em ordem lógica, do que resultou da intervenção ou estudo realizados, sem interpretações pessoais. Podem ser acompanhados por gráficos, tabelas, mapas e figuras.
Discussão - avaliação crítica (incluindo seu ponto de vista pessoal) dos resultados da pesquisa, os quais são analisados e comparados com os já existentes sobre o assunto na literatura citada. São discutidas suas possíveis implicações, significados e razões para concordância ou discordância com outros autores. A discussão deve fornecer elementos para as conclusões.
Conclusões - Devem ser fundamentadas nos resultados e na discussão, contendo deduções lógicas e correspondentes, em número igual ou superior aos objetivos propostos. Refere-se à introdução, fechando-se sobre o início do trabalho. Decorre de tudo o que foi exposto anteriormente, a importância disso, o que se pode afirmar que parece ser verdade, o que parece ser possível descartar, as questões que ainda deixam dúvidas. Apontar caminhos de desenvolvimento posterior do tema.
Referências bibliográficas - listagem das obras citadas ou utilizadas como base conceitual ou metodológica do trabalho desenvolvido, de maneira a permitir ao leitor interessado a possibilidade de acessar o material listado. Deve ser feita em ordem alfabética dos sobrenomes dos autores. Sequência de apresentação para cada obra citada: Sobrenome do(s) Autor(es) ou da entidade em letras maiúsculas, Nome (pode ser abreviado). (Ex: FULANO, J.; SICRANO, B.).Título da Obra (sublinhada ou em itálico). Edição, Local da Publicação, Editor ou Editora, Ano de Publicação.

Anexos e Apêndices - Anexos são partes integrantes do texto, mas destacados deste para evitar descontinuidade na sequência lógica das idéias. Constituem suportes elucidativos e ilustrativos para a compreensão do texto. Apêndices constituem suportes elucidativos e ilustrativos, porém não essenciais à compreensão do texto. Quando existe a necessidade, no trabalho, de vários anexos ou apêndices, cada um deles deve ter no alto da página a indicação em letras maiúsculas , seguido do número correspondente em algarismo arábico. No texto devem ser citados entre parênteses.

 

 

Pertinente observar que, justamente por sermos uma organização séria e com finalidades sociais, da mesma forma que em hipótese alguma cobraríamos dos colegas para poderem palestrar (e esta prática é MUITO comum, inclusive em nossa profissão...), em contrapartida, também não pagamos para ninguém o fazer. 

 

Trata-se de uma troca de prestígio entre as partes, sem envolvimento financeiro.